3º Encontro Nacional de Comunicação, Relacionamento e Educação da Previdência Complementar Fechada mostra que inovar com tecnologia é um caminho sem volta

A Fundação Viva de Previdência participou do 3º Encontro Nacional de Comunicação, Relacionamento e Educação da Previdência Complementar Fechada da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), que reuniu mais de 300 representantes de entidades do setor previdenciário, nos dias 01 e 02 de agosto, em Brasília (DF). O evento mostrou que as formas de comunicar e se relacionar nunca estiveram tão ligadas às inovações tecnológicas e que este é um caminho sem volta para qualquer área. A proposta central do encontro abraçou os conceitos que são desafiadores aos profissionais: conhecimento, reflexão, compreensão, busca por soluções integradas e estratégicas, que criam valor nesse novo paradigma das relações humanas.

“A proposta do evento é engajar o sistema a ver o foco no participante, olhar para as estratégias que as entidades têm que definir, para agregar valor para o participante, que é a nossa razão de ser. A gente falou bastante sobre tecnologia da informação e como ela vem para ajudar, não só para quem trabalha nessas áreas (Comunicação, Relacionamento e Educação da Previdência Complementar Fechada), mas também para as entidades de modo geral”, explicou Lucas Nóbrega, diretor executivo e responsável pela área de Estratégia e Criação de Valor da Abrapp.

Os dois dias do evento contaram com palestras focadas em estratégias de criação de valor, voltadas para dirigentes, conselheiros, gestores, profissionais das áreas de comunicação e marketing, relacionamento e educação, além de todas as demais áreas envolvidas direta ou indiretamente com os temas. Um dos destaques do encontro foi o “Mix de Ideias”, um momento de aproximação dos participantes com dez cases de sucessos, apresentadas por entidades do segmento – Facesf, Forluz, Fundação CEEE, Fundo Paraná, Rocheprev, Fundação Celpos, Fundação Libertas, Fundação Copel, Sistel e Odebrecht Previdência.  “O Mix de Ideias foi fantástico! Cada participante teve a oportunidade de ouvir um pouco de quatro cases, que ele pode escolher dentre dez. Então, tinham cases de todos os tipos de sistemas, tendo muita variedade, e a gente falou de outras coisas que eram de relevância para a nossa área, como pesquisa, gestão de emoções e economia comportamental”, avaliou Nóbrega.

Para o diretor executivo da Abrapp, “integração” foi a mensagem mais importante que o Encontro Nacional de Comunicação, Relacionamento e Educação da Previdência Complementar Fechada deixou na terceira edição do evento. “As entidades têm que ser ver de modo integrado e tem que entender o propósito de ser de cada uma delas”, disse ele. Além disso, ele enxerga o participante como o principal propósito das entidades de fundo de pensão.  “A gente tem que ver o que podemos melhorar do nosso serviço, da nossa atenção e o que mais a gente pode agregar dentro das nossas entidades para oferecer um melhor serviço para o nosso participante, sempre com visão unificada e não com a visão “ah, sou da área de investimentos, vou voltar só para investimentos”. É a entidade e não a área, somos um só. No momento que a gente cruza a porta da entidade, somos uma equipe só”, destaca.

Com essa ideia de integração, o 3º Encontro Nacional de Comunicação, Relacionamento e Educação da Previdência Complementar Fechada encerrou o ciclo com foco apenas para essas determinadas áreas. A partir de 2019, o evento que já é tradicional e especial no setor previdenciário começará uma nova jornada, com o 1º Encontro Nacional de Estratégias e Criação de Valor.

Compartilhe este artigo:

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

X